PSDB tira do ar enquete que aponta decisão política contra Lula

Para além do resultado surpreendente para o partido, os percentuais apontavam erros grosseiros, já que os 64 mil votos da última alternativa, por exemplo, em cálculo aproximado, representavam 82% do total de votos, e não os alegados 55%; ao fim da noite de quinta, quando o resultado adverso e os cálculos controversos eram difundidos pelas redes sociais, a enquete foi retirada do ar

Para além do resultado surpreendente para o partido, os percentuais apontavam erros grosseiros, já que os 64 mil votos da última alternativa, por exemplo, em cálculo aproximado, representavam 82% do total de votos, e não os alegados 55%; ao fim da noite de quinta, quando o resultado adverso e os cálculos controversos eram difundidos pelas redes sociais, a enquete foi retirada do ar
Para além do resultado surpreendente para o partido, os percentuais apontavam erros grosseiros, já que os 64 mil votos da última alternativa, por exemplo, em cálculo aproximado, representavam 82% do total de votos, e não os alegados 55%; ao fim da noite de quinta, quando o resultado adverso e os cálculos controversos eram difundidos pelas redes sociais, a enquete foi retirada do ar (Foto: Gisele Federicce)

Do Justificando - Em enquete realizada na página do PSDB, a maioria dos internautas acredita que a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz Sérgio Moro foi política.

Até as 22h de quinta-feira (20), o levantamento, que não tem qualquer valor científico, ultrapassava a marca dos 78 mil votos. Com o enunciado "A condenação do ex-presidente Lula pelo juiz Sergio Moro, na sua opinião, mostra:", a primeira opção, afirmando que a decisão mostrava "que não existe ninguém acima da lei no Brasil", computava cerca de 6,7 mil votos, ou 6%, segundo cálculos do PSDB.

Já a opção dizendo "que a justiça foi feita" era apoiada 7,3 mil apoiadores, ou 6% também. A última alternativa, defendendo "que foi uma decisão política", havia sido escolhida por mais de 64 mil pessoas, o que, nos cálculos da página, representava 55% dos 78 mil votos totais.

Para além do resultado surpreendente para o partido, os percentuais apontavam erros grosseiros, já que os 64 mil votos da última alternativa, por exemplo, em cálculo aproximado, representavam 82% do total de votos, e não os alegados 55%. Outros usuários chegaram a registrar momento em que a enquete não apresentava tal distorção nos números e a mesma alternativa da "decisão política" registrava 89% dos votos.

Ao fim da noite, quando o resultado adverso e os cálculos controversos eram difundidos pelas redes sociais, a enquete foi retirada do ar. Quem acessava o link do levantamento se deparava com a resposta "Desculpe, mas a enquete não está mais disponível".

Questionada sobre a retirada da consulta, a assessoria do PSDB diz que as enquetes são substituídas periodicamente. No momento, o usuário pode opinar sobre o tema a ser priorizado pela bancada do partido para o segundo semestre. Sobre as distorções nos cálculos, a assessoria alegou desconhecimento, e também não revelou o resultado final da votação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247