Quando Cunha foi eleito, mídia soltou rojões

Vitória de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara dos Deputados, no início deste ano, foi comemorada pelos jornais O Globo, Folha de S. Paulo e Estado de S. Paulo como uma "derrota" da presidente Dilma; Veja também o exaltou como um dos homens mais fortes do País; vê-se, agora, que quem perdeu foi o País

Vitória de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara dos Deputados, no início deste ano, foi comemorada pelos jornais O Globo, Folha de S. Paulo e Estado de S. Paulo como uma "derrota" da presidente Dilma; Veja também o exaltou como um dos homens mais fortes do País; vê-se, agora, que quem perdeu foi o País
Vitória de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara dos Deputados, no início deste ano, foi comemorada pelos jornais O Globo, Folha de S. Paulo e Estado de S. Paulo como uma "derrota" da presidente Dilma; Veja também o exaltou como um dos homens mais fortes do País; vê-se, agora, que quem perdeu foi o País (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A vitória de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara dos Deputados, no início deste ano, foi comemorada pelos jornais O Globo, Folha de S. Paulo e Estado de S. Paulo como uma "derrota" da presidente Dilma.

Além desses três jornais, a revista Veja também o exaltou como um dos homens mais fortes do País.

No entanto, vê-se, agora, que quem perdeu foi o País. 

No último fim de semana, tardiamente, Folha e Globo exigiram a cabeça de Cunha, em editoriais.

Confira, abaixo, as capas dos jornais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email