Record, do ‘bispo’ Macedo, corta 800 depois do Natal

Demissões devem atingir 20% do pessoal da emissora pertencente à Igreja Universal; notícias sobre os cortes criam nervosismo entre funcionários; diretores insinuam que cortes serão feitos em janeiro para não estragar festa de Natal interna, mas também falta caixa para pagamento de indenizações

Demissões devem atingir 20% do pessoal da emissora pertencente à Igreja Universal; notícias sobre os cortes criam nervosismo entre funcionários; diretores insinuam que cortes serão feitos em janeiro para não estragar festa de Natal interna, mas também falta caixa para pagamento de indenizações
Demissões devem atingir 20% do pessoal da emissora pertencente à Igreja Universal; notícias sobre os cortes criam nervosismo entre funcionários; diretores insinuam que cortes serão feitos em janeiro para não estragar festa de Natal interna, mas também falta caixa para pagamento de indenizações (Foto: Ana Pupulin)

247 – A Rede Record, do bispo Edir Macedo, chefe da Igreja Universal do Reino de Deus, está prestes a cortar 20% do total de seus funcionários.

A onda de demissões pode chegar a 800 dos atuais 4,3 mil profissionais da emissora e deve atingir as praças de jornalismo de São Paulo e Rio de Janeiro e os estúdios RecNove, onde são feitas novelas.

Falta de caixa, no momento, para pagar indenizações e rumores de que alguns diretores não querem estragar a festa de Natal interna explicaram o adiamento dos cortes para 2015. A Record anunciou uma redução de 20% em seus investimentos para o próximo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247