“Rei do Spam” é preso

O americano Sanford Wallace enviou 27 milhes de mensagens indesejadas por meio de servidores do Facebook

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O americano Sanford Wallace, conhecido como “Rei do Spam”, se entregou às autoridades nesta segunda-feira, após ser acusado de organizar um esquema que enviou aproximadamente 27 milhões de mensagens não solicitadas no Facebook. De acordo com o FBI, Wallace vai enfrentar 11 acusações, entre elas fraude, danos intencionais a um computador protegido e desobediência criminal por não respeitar ordens de se manter longe das redes sociais. O “Rei do Spam” tem 43 anos e poderá pegar 40 anos de prisão.

O esquema consistia na criação de um programa pelo próprio americano, que tinha como função evitar os filtros de spam do Facebook. Com o caminho livre, Wallace disparou mensagens a partir de um perfil da rede social, encorajando os usuários a visitarem um site, supostamente de um amigo.

Quando os internautas seguiam o conselho do Facebook, eram forçados a fornecer seus e-mails e senhas e, então, redirecionados a um site afiliado que dava a Wallace todas as informações básicas do usuário. As informações constam da acusação do americano. Com este golpe, o “Rei do Spam” teria lucrado por número de cliques, já que empresas afiliadas de marketing pagam seus membros de acordo com o número de acessos que oferecem aos sites.

“Spamford” Wallace recebeu o apelido de “Rei do Spam” por ter sido chefe da CyberPromotions, empresa responsável pelo envio de 30 milhões de e-mails por dia na década de 90, sofrendo assim processos de grandes empresas da internet na época. Na última semana, Wallace sofreu um processo do Facebook e teve de pagar cerca de US$ 711 milhões de indenização à rede social de Mark Zuckerberg. Ele foi banido pela justiça americana de utilizar redes sociais.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email