Reinaldo Azevedo: investigação de Moro tem cheiro de armadilha

O jornalista Reinaldo Azevedo chama de "armadilha" a intenção de Sergio Moro, ex-juiz da Lava Jato e futuro ministro da Justiça de Bolsonaro, de fazer uma "investigação especial" com a lista de brasileiros que admitiu ter recursos no exterior

Reinaldo Azevedo: investigação de Moro tem cheiro de armadilha
Reinaldo Azevedo: investigação de Moro tem cheiro de armadilha

247 - O jornalista Reinaldo Azevedo chama de "armadilha" a intenção de Sergio Moro, ex-juiz da Lava Jato e futuro ministro da Justiça de Bolsonaro, de fazer uma "investigação especial" com a lista de brasileiros que admitiu ter recursos no exterior. "O  futuro ministro da Justiça e candidato a justiceiro de aflições reais e imaginárias dos brasileiros está de olho nos R$ 174,5 bilhões em bens e dinheiro que brasileiros admitiram ter no exterior — parte considerável desse montante repatriada", diz ele.

Ele explica em várias postagens em seu blog na Rede TV os motivos para a investigação de Moro ser um "pretexto". Moro quer investigação especial para saber se há ligação com narcotráfico e crimes do colarinho branco.

"Cada um faça o juízo que quiser. O fato é que o Estado brasileiro estabeleceu um acordo com esses contribuintes e lhes tomou quase um terço do que havia sido sonegado. Moro está a inventar um pretexto supostamente nobre e de interesse público para submetê-los a uma especial investigação. Parece-me evidente que o crime organizado não está interessado em fazer o seu dinheiro passar pelo registro oficial da Receita Federal, como fizeram esses que optaram pela regularização dos ativos. O futuro ministro quer transformar um acordo numa armadilha", opina.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247