Reinaldo volta a pedir impeachment de Bolsonaro

Para o jornalista Reinaldo Azevedo, o fato do empresário Osmar Stabile ter se apresentado como autor do vídeo exalta o Golpe Militar de 1964 não isenta Jair Bolsonaro do crime de responsabilidade; "Sem contar que cabe uma acusação também por improbidade por usar um canal público de comunicação para essa finalidade", diz ele 

Reinaldo volta a pedir impeachment de Bolsonaro
Reinaldo volta a pedir impeachment de Bolsonaro

247 - O jornalista Reinaldo Azevedo afirmou nesta quarta-feira, 3, que o presidente Jair Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade na divulgação, pelo Palácio do Planalto, do vídeo que faz apologia aos 55 anos do Golpe Militar de 1964. 

Segundo Reinaldo, o fato do empresário Osmar Stabile ter se apresentado como responsável pela produção e gravação do vídeo não isenta Bolsonaro do crime.

"O que interessa é que se cometeu mais um crime de responsabilidade. O artigo 7º da Lei 1.079 aponta como "crimes de responsabilidade contra o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais" as seguintes práticas: '7 – incitar militares à desobediência à lei ou infração à disciplina" e "8 – provocar animosidade entre as classes armadas ou contra elas, ou delas contra as instituições civis'", escreve o jornalista em seu blog.

"É o que faz o vídeo. Sem contar que cabe uma acusação também por improbidade por usar um canal público de comunicação para essa finalidade", acrescenta. 

Na última semana, Azevedo já havia falado que Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade ao divulgar um vídeo com atos obscenos durante o carnaval. "Cometeu crime de responsabilidade, diz a lei, quando agrediu o decoro e propagou um filminho pornô", aponta (leia mais).

Leia o texto na íntegra.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247