Relação entre Policarpo e Cachoeira incluía a não publicação de notícias

Reportagem de Carta Capital mostra que temas contrários aos interesse do contraventor não eram veiculados pela revista Veja

Relação entre Policarpo e Cachoeira incluía a não publicação de notícias
Relação entre Policarpo e Cachoeira incluía a não publicação de notícias (Foto: Edição/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A reportagem O Triste Fim de Policarpo indica que assuntos contrários aos interesses do contraventor Carlinhos Cachoeira podiam até constar da pauta da revista Veja, mas não se consolidavam como matérias publicadas. Em grampo de 19 de maio de 2009, o então senador Demóstenes Torres ligou para Cachoeira preocupado com a possibilidade de Policarpo Jr. produzir reportagem crítica sobre o delegado Aredes Correia Pires, então corregedor de Segurança Pública do governo de Goiás.

"Poli me ligou dizendo que vai estourar o diretor-geral (Aredes)", disse Demóstenes a Cachoeira. Pede, em seguida, para o bicheiro conseguir "umas fotos" para calar a boca do jornalista. "Mas pelo menos as fotos vê se consegue, senão (Policarpo) acaba arrancando a cabeça do Aredes, e fica a pior situação do mundo", finalizou Demóstenes. Ao que não se viu nas páginas de Veja, a matéria anunciada por Policarpo Jr. a Demóstenes jamais foi publicada. Quer dizer, estava na pauta, como o jornalista adiantou ao então senador, mas não foi produzida e muito menos circulou.

Entre os dias 9 e 16 de maio, a Operação Monte Carlo flagrou conversas entre Cachoeira e o ex-diretor da Delta Cláudio Abreu em tratativas para evitar a publicação, sempre em Veja, de reportagem contrária aos interesses da Delta. Essa reportagem igualmente nunca pode ser lida, porque jamais foi publicada, àquela altura, qualquer crítica de Veja à Delta.

"O Policarpo confia muito em mim", disse mais tarde Cachoeira a Abreu, comemorando o silência de Veja a favor de suas articulações.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email