Ricardo Miranda: Bolsonaro fustiga Mourão pelas costas por medo

O jornalista Ricardo Miranda criticou o presidente Jair Bolsonaro por ter compartilhado em suas redes sociais um vídeo em que o ex-astrólogo Olavo de Carvalho, guru do bolsonarismo, ataca duramente os militares do governo e em especial o vice Hamilton Mourão; "O que essa família pensa, ou fala, não deve ser considerado como coisa de gente sã, mas o que eles visualizam é mesmo um vice apostando no impeachment, mais ou menos como fez Temer com Dima. Só não se sabe ainda quais seriam as pedaladas da vez", diz Miranda 

Ricardo Miranda: Bolsonaro fustiga Mourão pelas costas por medo
Ricardo Miranda: Bolsonaro fustiga Mourão pelas costas por medo (Foto: TSE)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Ricardo Miranda criticou o presidente Jair Bolsonaro por ter compartilhado em suas redes sociais um vídeo em que o ex-astrólogo Olavo de Carvalho, guru do bolsonarismo, ataca duramente os militares do governo e em especial o vice Hamilton Mourão. 

"Na véspera da Páscoa, foi o próprio Bolsonaro quem postou um vídeo de seu guru-encosto Olavo de Carvalho, em que o astrólogo metido a filósofo, em seis minutos e tanto, logo depois de praticar disparos de espingarda – gente, isso também é literal, não custa avisar -, pratica um de seus esportes preferidos: tiro ao alvo nos militares no entorno de Bolsonaro, assim como nos políticos que ascenderam com a onda de direita. Vale lembrar que Bolsonaro definiu-se livremente por Mourão, escolheu cada general que o cerca – e são muitos no primeiro escalão – e precisa muito de sua fauna parlamentar, para aprovar as reformas que diz querer aprovar no Congresso", escreve Miranda em seu blog. 

Segundo Miranda, as falas de Mourão a empresários e a acadêmicos, como em sua ida à Harvard Science Center, só acentuaram os ataques de ciúmes dos Bolsonaro. "Bolsonaro sonha atravessar o Rubicão da Reforma da Previdência, o único – e nefasto – legado possível de seu mandato, esperando que os poderes lhe concedam o título de ditador, simbólico ou não, o que não é impossível com Sérgio Moro na Justiça e a magistratura extraordinária da República Brasileira", diz o jornalista. 

"O que essa família pensa, ou fala, não deve ser considerado como coisa de gente sã, mas o que eles visualizam é mesmo um vice apostando no impeachment, mais ou menos como fez Temer com Dima. Só não se sabe ainda quais seriam as pedaladas da vez", acrescenta. 

Leia o texto na íntegra no Blog Gilberto Pão Doce

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247