Ricardo Miranda: Fux fez barba, cabelo e bigode do Coaf

O jornalista Ricardo Miranda criticou a decisão do ministro Luiz Fux que suspendeu as investigações contra Fabricio Queiroz; "Vice-presidente do STF e ministro de plantão durante o recesso do Judiciário, Fux fez cabelo e barba do Coaf, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras. Queiroz, o homem com licença para sumir, agora não precisa mais ficar doente para fugir das convocações do Ministério Público do Rio para depor. Ele não é mais um suspeito, até prova em contrário", diz Miranda em seu blog

Ricardo Miranda: Fux fez barba, cabelo e bigode do Coaf
Ricardo Miranda: Fux fez barba, cabelo e bigode do Coaf (Foto: Nelson Jr./SCO/STF )

247 - O jornalista Ricardo Miranda criticou a decisão do ministro Luiz Fux que suspendeu as investigações contra Fabricio Queiroz, ex-assessor do deputado e senador eleito, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

"Vice-presidente do STF e ministro de plantão durante o recesso do Judiciário, Fux fez cabelo e barba do Coaf, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras. Queiroz, o homem com licença para sumir, agora não precisa mais ficar doente para fugir das convocações do Ministério Público do Rio para depor. Ele não é mais um suspeito, até prova em contrário", diz Miranda em seu blog.

O jornalista lembra que Fux entendeu que, como Flávio Bolsonaro passará a ter foro privilegiado em fevereiro, quando tomará posse como senador, caberá ao relator no STF decidir sobre a continuidade da investigação.

O procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Eduardo Gussem, chegou a dizer que poderia apresentar denúncia mesmo sem os depoimentos de Queiroz e Flavio Bolsonaro. Com a decisão de Fux, isso não pode mais ser feito.

Leia o texto na íntegra no Blog Gilberto Pão Doce

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247