Roberto Justus critica quarentena e diz que Covid-19 “não é tão grave”

Empresário disse ainda que a pandemia "não é catastrófica" e associou o rombo econômico ao "politicamente correto"; em março, Justus teve áudio vazado em que minimizava a pandemia e dizia que a doença "só mata velhinhos"

Roberto Justus
Roberto Justus (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O empresário Roberto Justus voltou a criticar a quarentena nesta terça-feira (2) em entrevista ao programa Pânico, da rádio Jovem Pan. Para ele, os decretos de prefeitos e governadores que impõem limites ao que pode ou não funcionar é o motivo da atual crise econômica, e não o coronavírus.

“O maior erro foi fechar dessa forma a humanidade”, disse.

De acordo com o empresário, a Covid-19, que já matou quase meio milhão de pessoas em todo o mundo, “não é tão grave”. “Não deveria deixar a economia ter o maior tombo da humanidade por causa do politicamente correto”, disparou.

Leia mais na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email