Rocha de Barros: 'Flávio só se salva com milagre'

O sociólogo Celso Rocha de Barros ironiza a situação dramática do senador eleito Flavio Bolsonaro e diz: "na semana passada, o senador Flávio Bolsonaro, filho menos maluco do presidente da República, entrou no STF (Supremo Tribunal Federal) para exigir foro privilegiado, interrupção das investigações do caso Queiroz e anulação das provas, bem como ativação da cláusula do acordo secreto com Netanyahu que prevê a reconstrução do Templo de Salomão e, consequentemente, a nova vinda de Jesus. Afinal, a essa altura, Flávio só se salva com milagre. Se Jesus não se prestar ao papel, talvez Renan resolva"

Rocha de Barros: 'Flávio só se salva com milagre'
Rocha de Barros: 'Flávio só se salva com milagre'

247 - O sociólogo Celso Rocha de Barros ironiza a situação dramática do senador eleito Flavio Bolsonaro e diz: "na semana passada, o senador Flávio Bolsonaro, filho menos maluco do presidente da República, entrou no STF (Supremo Tribunal Federal) para exigir foro privilegiado, interrupção das investigações do caso Queiroz e anulação das provas, bem como ativação da cláusula do acordo secreto com Netanyahu que prevê a reconstrução do Templo de Salomão e, consequentemente, a nova vinda de Jesus. Afinal, a essa altura, Flávio só se salva com milagre. Se Jesus não se prestar ao papel, talvez Renan resolva."

O artigo de Rocha de Barros, publicado no jornal Folha de S. Paulo, avança em mais pontos 'inexplicáveis' da anti-saga do primogênito da República: "com o passar da semana, a reputação de honestidade do governo Bolsonaro foi cada vez mais entrando em estado de 'morreu ou foi para a Record?'. Enquanto isso, o partido de Bolsonaro, o anticomunista PSL, resolveu aproveitar a boca livre oferecida pelo governo da China. Viajaram, comeram café da manhã de hotel bacana, devem ter descolado uns brindes, fizeram lá uma 'farra dos guardanapos' do baixo clero."

O sociólogo ainda destaca: "a comitiva incluía o cara que rasgou a placa da Marielle no comício do governador Witzel. Vai lá, filho, vai para a praça da Paz Celestial e rasga a placa com o nome do premiê chinês. Vai lá, mostra contra o Exército Popular de Libertação a mesma macheza que mostrou contra militante pelos direitos dos favelados que já tinha sido assassinada. Cadê a marra, filho? Vai fugir chorando, filho, vai fugir ganindo?"

 

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247