Ronald McDonald faz mal a criancinhas

A aposentadoria do palhao pode estar chegando: um grupo de mdicos exige que a rede de lanchonetes no use mais seu mascote nem faa propagandas ao pblico infantil

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Centenas de médicos americanos fizeram um pedido de misericórdia ao McDonald´s: parar de fazer propagandas de fast food a crianças e aposentar seu mascote, o palhaço Ronald. A pressão foi feita por meio de uma carta aberta, publicada nesta quarta-feira em vários jornais do país, exigindo que a gigante americana deixe de oferecer brinquedos com comidas de alto teor de sal, gordura, açúcar e calorias. O movimento faz parte de uma campanha que existe há dois anos, criada pela Corporação Internacional de Responsabilidade, organização americana sem fins lucrativos conhecida por ter aposentado o mascote da indústria de cigarros, Joe Camel.

Ronald McDonald já é usado há décadas pela rede de lanchonetes como um porta-voz para o público infantil. Em resposta ao pedido dos médicos, o McDonald´s defendeu seu mascote, sua comida e alegou responsabilidade em sua campanha de marketing. “Como pode ser comprovado pela Casa de Caridades Ronald McDonald, o Ronald é um embaixador do bem e passa importantes mensagens sobre um estilo de vida seguro e equilibrado para as crianças”, informou a companhia em uma declaração. “Nós serviços comida de alta qualidade e nossos McLanche Feliz oferecem porções variadas especialmente para crianças. Os pais dizem aprovar nossos cardápios”, acrescenta a nota.

Um grupo de freiras também exigiu que a empresa apresente um estudo que responda a “preocupações públicas que relacionam fast food com obesidade infantil”, durante seu encontro anual, que este ano acontece na próxima quinta-feira, 26, em Chicago.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email