Investigação sobre o caso Queiroz blinda o casal Bolsonaro

As investigações sobre as movimentações financeiras atípicas de Fabrício Queiroz, laranja da família Bolsonaro, blindam o presidente e sua esposa, Michelle Bolsonaro; O MPF-RJ e a PGR em Brasília enviaram o caso ao MP-RJ, que esbarra em limites jurídicos e políticos; o órgão não pode intimar o chefe do Planalto, por exemplo

(Foto: PR | Reprodução)

247 -  As investigações sobre as movimentações financeiras atípicas de Fabrício Queiroz, laranja da família de Jair Bolsonaro, blindam o presidente e sua esposa, Michelle Bolsonaro. 

O Ministério Público Federal no Rio e a Procuradoria-Geral da República em Brasília enviaram o caso ao Ministério Público do Rio, que esbarra em limites jurídicos e políticos. Não pode intimar Bolsonaro, por exemplo.

O chefe do Planalto admitiu ter recebido R$ 40 mil da conta de ex-assessor, mas é poupado na apuração.

Queiroz tinha uma conta bancária na qual depositava parte dos salários de assessores da Assembleia Legislativa do Rio. Nessa mesma conta foi compensado um cheque de R$ 24 mil em benefício da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247