Ruy Castro: "nossa imprensa foi espírito de porco antes da Copa"

Em programa da Sportv, canal fechado da Rede Globo, jornalista e escritor Ruy Castro menciona "cobertura com enorme má vontade, o tempo inteiro, de uma exigência absurda, que acabou enfatizando o movimento 'Imagina na copa'"; segundo ele, "não se deu nem chance de que se pusesse as coisas em ordem"

www.brasil247.com - Em programa da Sportv, canal fechado da Rede Globo, jornalista e escritor Ruy Castro menciona "cobertura com enorme má vontade, o tempo inteiro, de uma exigência absurda, que acabou enfatizando o movimento 'Imagina na copa'"; segundo ele, "não se deu nem chance de que se pusesse as coisas em ordem"
Em programa da Sportv, canal fechado da Rede Globo, jornalista e escritor Ruy Castro menciona "cobertura com enorme má vontade, o tempo inteiro, de uma exigência absurda, que acabou enfatizando o movimento 'Imagina na copa'"; segundo ele, "não se deu nem chance de que se pusesse as coisas em ordem" (Foto: Gisele Federicce)


247 - Ao comentar a Copa do Mundo no programa Redação Sportv, do canal fechado da Rede Globo, o jornalista e escritor Ruy Castro fez duras críticas à imprensa brasileira. Segundo ele, houve uma "enorme má vontade o tempo inteiro", com "exigência absurda", o que acabou fazendo crescer o movimento "imagina na Copa". Para o jornalista, "a nossa imprensa foi rigorosamente espírito de porco antes de o evento começar". Leia abaixo o post do blog Escrevinhador e assista aqui ao comentário de Ruy Castro.

Ruy Castro: "Nossa imprensa foi espírito de porco antes da Copa"

A Copa do Mundo no Brasil começou 11 dias atrás e as expectativas apocalípticas criadas na velha imprensa não aconteceram.

Com isso, a máscara dos grandes meios de comunicação brasileiros vai caindo, com impacto na imprensa internacional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Nossa imprensa foi rigorosamente espírito de porco antes do evento começar", acusa o escritor Ruy Castro, em programa da SporTV.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Espírito de porco é uma expressão para classificar pessoa cruel e ranzinza, que se dedica a complicar situações para causar constrangimentos.

Jornais alemães, espanhóis, franceses e ingleses, que refletiam o quadro catastrófico pintado pelos canais de televisão, redes de rádio e jornais de grande circulação no Brasil, desfazem o mito criado antes da Copa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Na imprensa estrangeira, era totalmente normal que se tivesse uma versão tão 'apreensiva', porque ela espelhava o que acontecia na nossa imprensa, que foi de uma critica permanente, à priori. Uma cobertura com enorme má vontade, o tempo inteiro, de uma exigência absurda, que acabou enfatizando o movimento 'Imagina na copa'", critica o escritor.

"Ah, mas faz parte da imprensa? Isso eu sei: má notícia quer notícia. Mas a má notícia nem tinha acontecido ainda... Não se deu nem chance de que se pusesse as coisas em ordem", avalia Castro.

Ruy Castro é um jornalista reconhecido, que começou a trabalhar na imprensa na década de 60. A partir de 1988, passou a se dedicar a escrever livros, como "Chega de Saudade" (sobre a Bossa nova) e "Ela é Carioca" (sobre o bairro de Ipanema, no Rio), além das biografias "O Anjo Pornográfico" (Nelson Rodrigues), "Estrela Solitária" (Garrincha) e "Carmen" ( Carmen Miranda).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email