Safatle: Moro é agente funerário fantasiado de ministro da Justiça

Em artigo publicado na Folha de S.Paulo nesta sexta-feira (15), o professor de filosofia Vladimir Safatle afirma que o "desgoverno" de Bolsonaro mostra ao menos "um eixo claramente organizado de política social", referindo-se à política de Segurança Pública a cargo do ex-juiz Sérgio Moro: "uma verdadeira necropolítica característica do Estado brasileiro que agora aparece de forma a mais descomplexada possível"

Safatle: Moro é agente funerário fantasiado de ministro da Justiça
Safatle: Moro é agente funerário fantasiado de ministro da Justiça

247 - Em artigo publicado na Folha de S.Paulo nesta sexta-feira (15), o professor de filosofia Vladimir Safatle afirma que o "desgoverno" de Bolsonaro mostra ao menos "um eixo claramente organizado de política social", referindo-se à política de Segurança Pública a cargo do ex-juiz Sérgio Moro: "uma verdadeira necropolítica característica do Estado brasileiro que agora aparece de forma a mais descomplexada possível".

"Em meio a escândalos de corrupção, escreve Safatle, servilismo diplomático e descrições de brasileiros como canibais prestes a roubar os primeiros talheres de hotel que estiverem à mão, o desgoverno atual mostra ao menos um eixo claramente organizado de política social".

"No primeiro mês, tivemos a flexibilização da posse de armas e a descoberta da proximidade incestuosa entre o clã Bolsonaro e grupos de milícias, além do pacote de medidas do sr. Moro para a segurança pública".

"Esses três fatos têm mais relações do que se imagina. Eles são figuras de uma verdadeira necropolítica característica do Estado brasileiro que agora aparece de forma a mais descomplexada possível", destaca o autor.

Leia a íntegra

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247