Sede da Abril, no Tietê, é vendida por R$ 118 milhões para Marabraz

A gráfica da Abril já havia sido vendida, em janeiro de 2021. A editora está em recuperação judicial desde 2018, diante de dívidas que somam cerca de R$ 1,6 bilhão

Editora Abril
Editora Abril (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O antigo prédio da Editoral Abril, na marginal Tietê, em São Paulo, foi vendido nesta sexta-feira, 21, em leilão virtual por R$ 118.783.000. A sede foi comprada pela Marabraz, varejista de móveis, construção e utilidades domésticas, e será transformada em galpões logísticos.

A empresa ainda terá de desembolsar mais R$ 1 milhão para pagar o processo de encerramento da Licença de Operação do imóvel, emitida pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo.

A gráfica da Abril já havia sido vendida, em janeiro de 2021. A editora está em recuperação judicial desde 2018, diante de dívidas que somam cerca de R$ 1,6 bilhão.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email