Segurança do Extra que matou jovem negro é bolsonarista

O segurança Davi Ricardo Moreira Amancio, que deu um mata-leão em Pedro Henrique Araujo, de 19 anos, no supermercado Extra na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, é eleitor de Bolsonaro; é o que mostra sua página no Facebook, onde ele diz: "sou amapaense e sou Bolsonaro"

Segurança do Extra que matou jovem negro é bolsonarista
Segurança do Extra que matou jovem negro é bolsonarista

247 - O segurança Davi Ricardo Moreira Amancio, que matou o jovem Pedro Henrique Araujo, de 19 anos, após lhe dar uma 'gravata' dentro do supermercado Extra na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, é eleitor de Bolsonaro, informa o DCM, que publicou a imagem do perfil do segurança no Facebook. Na rede social, ele diz: "sou amapaense e sou Bolsonaro".

O caso aconteceu nesta quinta-feira 14. O segurança chegou a ser levado para a Delegacia de Homicídios (DH) da Capital na madrugada desta sexta-feira, mas deixou o local e responderá em liberdade, informou seu advogado. Ele foi solto após pagar fiança.

O rapaz sofreu parada respiratória e morreu no Hospital Lourenço Jorge, na Barra. Ele era suspeito de um furto no supermercado. Um vídeo divulgado na imprensa e que circula nas redes sociais mostra o segurança em cima do jovem, que não consegue se mexer. Pessoas ao redor pedem para que o segurança libere o rapaz, mas ele continua o estrangulamento.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247