Servidora do Planalto viu retransmissão de fake news pró-Bolsonaro durante a campanha

Em depoimento ao TSE, a assessora do Planalto Rebecca Félix da Silva Ribeiro Alves, que trabalhou em uma agência de comunicação durante a campanha de Bolsonaro, presenciou o encaminhamento de notícias falsas a favor do candidato da casa de um empresário no Rio; Paulo Marinho contou que, em sua casa, eram retransmitidas informações falsas produzidas por voluntários, durante as eleições

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma servidora do Palácio do Planalto afirmou em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter presenciado, durante a campanha presidencial de 2018, a retransmissão de notícias falsas a favor de Jair Bolsonaro, então candidato, produzida por voluntários. O depoimento foi prestado na tarde de quarta-feira 14.

Rebecca Félix da Silva Ribeiro Alves trabalhou em uma agência de comunicação chamada AM4 e contou ainda ter atuado nos diretórios do PSL no Rio de Janeiro e em São Paulo, informa reportagem do UOL. No Rio, ficava na sede da empresa e na casa do empresário Paulo Marinho, de onde viu a reprodução de fake news.

Em entrevista à Globonews, Marinho contou que, em sua casa, eram retransmitidas informações falsas produzidas por voluntários, durante as eleições, via WhatsApp. "Fake news a gente também mandava, como chegava a gente saía, como tem hoje", disse à jornalista Andrea Sadi.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email