Singer: cresce no Brasil a inclinação da classe média pelo fascismo

"A fala propositadamente radical do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), ao enaltecer famoso torturador, dialoga com o conservadorismo difuso em setores da sociedade", avalia o cientista político André Singer; "No sentido contrário, opções tradicionais de direita e centro-direita parecem murchar", destaca ele

"A fala propositadamente radical do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), ao enaltecer famoso torturador, dialoga com o conservadorismo difuso em setores da sociedade", avalia o cientista político André Singer; "No sentido contrário, opções tradicionais de direita e centro-direita parecem murchar", destaca ele
"A fala propositadamente radical do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), ao enaltecer famoso torturador, dialoga com o conservadorismo difuso em setores da sociedade", avalia o cientista político André Singer; "No sentido contrário, opções tradicionais de direita e centro-direita parecem murchar", destaca ele (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Citando pesquisa Datafolha de abril deste ano, o cientista político André Singer destaca que vem crescendo no Brasil a inclinação da classe média pelo fascismo. Ele lembra a preferência do eleitorado pelo deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), em quarto lugar na pesquisa. "Nada menos que 20% dos entrevistados com renda acima de 10 salários mínimos familiares mensais declararam adesão a ele", afirma Singer.

O colunista lembra ainda o polêmico voto de Bolsonaro pela admissibilidade do processo de impeachment na Câmara dos Deputados no último domingo 17. "A fala propositadamente radical do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), ao enaltecer famoso torturador, dialoga com o conservadorismo difuso em setores da sociedade", diz.

"No sentido contrário, opções tradicionais de direita e centro-direita parecem murchar", escreve André Singer, lembrando que "o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) aparece na mesma pesquisa com irrelevantes 1%". Ele questiona ainda se Marina Silva, "espécie eleitoralmente forte dentre as que subiram à arca do impedimento", "aceitará navegar em companhia de Bolsonaro, Caiado, Neves, Cunha e Temer".

Leia aqui a íntegra.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247