Singer: renúncia de Cunha explica seu encontro no Jaburu com Temer

Colunista André Singer avalia que o interino Michel Temer atua nos bastidores para salvar o mandato de Eduardo Cunha, personagem que se tornou símbolo da corrupção no Brasil; "O país patina. A Lava Jato, a mídia e o STF derrubaram Cunha da presidência da Câmara sob o peso de incríveis acusações. Porém o seu principal aliado no projeto de tirar o PT do poder é agora chefe de Estado. Juntos vão eleger um sucessor no Parlamento que representa a continuidade do mesmo sistema agora escancarado"

Colunista André Singer avalia que o interino Michel Temer atua nos bastidores para salvar o mandato de Eduardo Cunha, personagem que se tornou símbolo da corrupção no Brasil; "O país patina. A Lava Jato, a mídia e o STF derrubaram Cunha da presidência da Câmara sob o peso de incríveis acusações. Porém o seu principal aliado no projeto de tirar o PT do poder é agora chefe de Estado. Juntos vão eleger um sucessor no Parlamento que representa a continuidade do mesmo sistema agora escancarado"
Colunista André Singer avalia que o interino Michel Temer atua nos bastidores para salvar o mandato de Eduardo Cunha, personagem que se tornou símbolo da corrupção no Brasil; "O país patina. A Lava Jato, a mídia e o STF derrubaram Cunha da presidência da Câmara sob o peso de incríveis acusações. Porém o seu principal aliado no projeto de tirar o PT do poder é agora chefe de Estado. Juntos vão eleger um sucessor no Parlamento que representa a continuidade do mesmo sistema agora escancarado" (Foto: Leonardo Attuch)

247 – O que levou o interino Michel Temer a se encontrar secretamente com Eduardo Cunha no Palácio do Jaburu. Segundo o colunista André Singer, no artigo Sair para Ficar, os dois trataram da renúncia de Cunha e da articulação para eleger um aliado ao comando da Câmara.

"Consumada a renúncia, o palácio começa a pagar o restante da fatura: eleger um presidente da Câmara capaz de ajudar Cunha na luta para manter o mandato. Note-se que nomes históricos como o de Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) que, embora do campo governista, poderiam infundir alguma esperança de mudar, passam longe das cogitações", diz ele.

"O país patina. A Lava Jato, a mídia e o STF derrubaram Cunha da presidência da Câmara sob o peso de incríveis acusações. Porém o seu principal aliado no projeto de tirar o PT do poder é agora chefe de Estado. Juntos vão eleger um sucessor no Parlamento que representa a continuidade do mesmo sistema agora escancarado."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247