Site de e-commerce Alibaba prevê vendas de U$S 159 bi

Grupo chins j um dos maiores do comrcio eletrnico no mundo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A gigante chinesa do comércio virtual Alibaba Group divulgou meta de transações de US$ 159 bilhões (ou 1 trilhão de yuans) para 2012 em suas plataformas de vendas ao consumidor conhecidas como Taobao, segundo o presidente do grupo, Jack Ma. Segundo Ma, o Alibaba recentemente dividiu sua plataforma de vendas em duas, ficando a plataforma Mercado Taobao com as operações de consumidor para consumidor de a plataforma Shopping Taobao para operações de empresa para consumidor. A expectativa é de que esta divisão ajuda a impulsionar a demanda dos consumidores chineses. A plataforma de vendas Taobao registrou transações online de US$ 63,6 bilhões (400 bilhões de yuan) em 2010.

O executivo disse também que espera aumentar a competição em um maior leque de setores de operações na internet, incluindo o site de buscas chinês Baidu Inc. através do novo instrumento de busca de compras do grupo Alibaba, chamado eTao.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247