CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mídia

Site do governo da Bahia tinha fotos pornográficas

Pgina foi tirada do ar e servidor suspeito de postar as imagens foi afastado

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

O site do Instituto de Gestão das Águas e Clima (Ingá), órgão do governo da Bahia extinto em maio, foi tirado do ar nesta tarde depois de uma enxurrada de acessos que comprometeu o funcionamento de todo o sistema online do governo baiano, administrado pela Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (Prodeb).

O grande volume de acessos não teve relação com ataques de hackers, como os que ocorreram na semana passada contra alguns sites da administração pública brasileira. Foi provocado por internautas "comuns", curiosos para acessar uma série de vídeos e fotos pornográficos, incluindo alguns de zoofilia, e vários arquivos musicais pirateados que estavam publicados na pasta de um servidor público responsável pela manutenção do site.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Descobertos por integrantes de um grupo de discussão na internet na noite de ontem, os links com os arquivos, que estavam desprotegidos e acessíveis por qualquer pessoa com acesso à internet, rapidamente foram divulgados em redes sociais e causaram congestionamento no sistema. No Twitter, centenas de mensagens comentaram o ocorrido.

O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), que englobou o Ingá na reforma administrativa promovida pelo governo admitiu nesta tarde que os arquivos foram publicados por pessoal interno, por meio de acesso ao sistema com usuário e senha. O servidor, suspeito de ser o responsável pelas publicações, foi afastado das funções e uma sindicância foi criada para investigar a ocorrência.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO