Super-agência reguladora de logística pode levar caos ao sistema, diz Nassif

O jornalista Luis Nassif comenta a proposta da equipe de transição em criar uma super-agência reguladora de logística; para Nassif, há riscos na proposta que, a rigor, se alinha com a série de propostas erráticas que o governo Bolsonaro vem apresentando como forma de mostrar serviço e/ou desova de factoides diversionistas; Nassif alerta: se a proposta avançar, podem ser destituídos todos os atuais diretores das agências descentralizadas, o que poderia gerar um caos gerencial

Super-agência reguladora de logística pode levar caos ao sistema, diz Nassif
Super-agência reguladora de logística pode levar caos ao sistema, diz Nassif

247 - O jornalista Luis Nassif comenta a proposta da equipe de transição em criar uma super-agência reguladora de logística. Para Nassif, há riscos na proposta que, a rigor, se alinha com a série de propostas erráticas que o governo Bolsonaro vem apresentando como forma de mostrar serviço e/ou desova de factoides diversionistas. Nassif alerta: se a proposta avançar, podem ser destituídos todos os atuais diretores das agências descentralizadas, o que poderia gerar um caos gerencial. 

Em sua coluna, publicada no jornal GGN, Nassif relembra as informações sobre a criação da super-agência: "no começo do mês vazou para a imprensa uma das propostas do grupo de transição do governo Bolsonaro: a unificação das agências reguladores no setor de logística. Tem lógica. A logística tem que ser entendida como um todo, com um modal complementando outro. Aliás, os Planos Nacionais de Logística sempre se preocuparam com esse desenho. O módulo central é o da movimentação de cargas. Em torno dele, vão sendo desenhados os modais complementares. Por outro lado, são setores distintos, com características diversas, exigindo conhecimento técnico sobre suas características."

E explica: "atualmente, há três agências reguladoras do setor: a Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil)."

O jornalista ainda adverte sobre mais problemas com relação a implementação da medida: "o segundo problema é a questão da segurança jurídica. Logística é uma área fortemente regulada, com participação de capital nacional e estrangeiro. Medidas drásticas - como a destituição de todos os diretores - criaria um vácuo no sistema. Principalmente se o novo Ministro abrir mão dos técnicos que já atuam no setor."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247