TSE manda retirar fake news sobre Haddad das redes sociais em 48 horas

O boato publicado pela página Cacilda imputava a Haddad a seguinte fala: "ao completar 5 anos de idade, a criança passa a ser propriedade do Estado! Cabe a nós decidir se menino será menina e vice-versa! Aos pais cabe acatar nossa decisão respeitosamente! Sabemos o que é melhor para as crianças!"

TSE manda retirar fake news sobre Haddad das redes sociais em 48 horas
TSE manda retirar fake news sobre Haddad das redes sociais em 48 horas (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ordenou que uma postagem "flagrantemente inverídica" sobre o presidenciável Fernando Haddad (PT) seja retirada das redes sociais nas próximas 48 horas. O boato publicado pela página Cacilda imputava a Haddad a seguinte fala: "ao completar 5 anos de idade, a criança passa a ser propriedade do Estado! Cabe a nós decidir se menino será menina e vice-versa! Aos pais cabe acatar nossa decisão respeitosamente! Sabemos o que é melhor para as crianças!". Os relatos foram publicados na Revista Forum.

De acordo com o ministro Carlos Horbach, "comentários dessa natureza geram desinformação no período eleitoral e têm a potencialidade de atingir o candidato em sua imagem, bem jurídico constitucionalmente protegido no contexto da liberdade de expressão". Em nota, a campanha de Haddad afirmou que "campanhas mentirosas, feitas com notícias falsas e terror, precisam ser denunciadas e combatidas. Somente com o debate real de ideias e propostas a democracia poderá ser refundada no Brasil".

Leia a íntegra na Revista Forum

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email