Twitter suspende conta de filho de Trump por fazer propaganda de cloroquina. Mas e Bolsonaro?

Decisão da rede social poderia, em tese, derrubar a conta de Jair Bolsonaro, que já usou seu perfil várias vezes para propagandear um remédio que não tem eficácia

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Twitter suspendeu de maneira temporária a conta de Donald Trump Jr., filho do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por divulgar um vídeo sobre uso da hidroxicloroquina contra a Covid-19. O medicamento não tem eficácia comprovada no combate à doença. 

A plataforma, no entanto, não tomou nenhuma medida contra Jair Bolsonaro, que vem ostensivamente fazendo propaganda do uso da cloroquina contra a Covid-19. O próprio Bolsonaro afirma ter tomado o medicamento no tratamento da doença causada pelo coronavírus. 

No caso estadunidense, Andy Surabian, porta-voz do filho do presidente, criticou o Twitter ao compartilhar uma captura de tela que mostrava que a plataforma havia limitado temporariamente alguns dos recursos da conta de @DonaldJTrumpJr. “Está fora do papel do Twitter silenciar alguém por compartilhar as opiniões de profissionais médicos que discordam de sua narrativa anti-hidroxicloroquina”, 

Um porta-voz da plataforma disse à agência Reuters que a conta não tinha sido suspensa. “A captura de tela compartilhada diz diretamente que o Twitter requeria a exclusão do tuíte porque violava nossas regras e que limitávamos algumas funcionalidades da conta por 12 horas”, afirmou o porta-voz.

Trump também retuitou uma publicação na noite de segunda-feira acusando o médico Anthony Fauci e democratas de suprimir o uso de hidroxicloroquina para tratar o novo coronavírus e incluiu um link para o vídeo, no qual os médicos desconsideram a necessidade de máscaras faciais em meio à pandemia. O vídeo também foi retirado do Facebook e do YouTube, da Alphabet, depois de ser amplamente compartilhado.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247