Twitter, um analista de mercado

Investidores americanos decifram tendncias e humores por meio de redes sociais

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – As redes sociais são palco de brigas, das notícias mais comentadas no mundo e, mais recentemente, passou a ser objeto de estudo da Wall Street, a rua financeira dos Estados Unidos. É lá que se concentram os bancos, a bolsa de valores e os maiores investidores do país. Segundo uma reportagem publicada no USA Today, os homens de negócios que arriscam seu dinheiro no mercado norte-americano começaram a analisar, por meio de ferramentas especializadas em monitoramento, palavras-chave, opiniões e até expressões faciais feitas com o teclado em sites como o Twitter.

Segundo eles, tudo faz parte da emoção do mercado, que se move conforme sentimentos como ganância e medo. Portanto, medir o humor das massas online pode ser tão valioso quanto faturamento de empresas, levantamentos e quedas de preços das ações e taxas de interesse. O novo modo de análise de Wall Street, a fim de decifrar se grupos de investidores e a população em geral estão tendenciosos a ações positivas ou negativas computa em tempo real os tuítes publicados na rede.

A fórmula funciona mais ou menos assim: se você estiver calmo, feliz ou otimista e dividir isso com o mundo digital, a Wall Street saberá. E sem qualquer intervenção humana. Segundo o co-autor de um estudo que relaciona o desempenho do mercado com as publicações no Twitter e professor de informática na Universidade de Indiana, nos EUA, Johan Bollen, este é apenas um estágio inicial. “Se você dissesse para qualquer pessoa, há dez anos, que essas informações estariam disponíveis, eles chamariam isso de ficção científica”, disse ao USA Today.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email