UERJ: Marina é 'queridinha' da mídia

Marinômetro, ferramenta criada pelo Laboratório de Estudos de Mídia e Esfera Pública (LEMEP), vinculado à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), analisa cobertura de Marina Silva na grande mídia a partir da morte trágica de Eduardo Campos; segundo o blog O Cafezinho, números revelam que a mídia passou a endeusar Marina, com referências positivas; “Ela é a esperança de levar as eleições para um segundo turno”

Marinômetro, ferramenta criada pelo Laboratório de Estudos de Mídia e Esfera Pública (LEMEP), vinculado à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), analisa cobertura de Marina Silva na grande mídia a partir da morte trágica de Eduardo Campos; segundo o blog O Cafezinho, números revelam que a mídia passou a endeusar Marina, com referências positivas; “Ela é a esperança de levar as eleições para um segundo turno”
Marinômetro, ferramenta criada pelo Laboratório de Estudos de Mídia e Esfera Pública (LEMEP), vinculado à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), analisa cobertura de Marina Silva na grande mídia a partir da morte trágica de Eduardo Campos; segundo o blog O Cafezinho, números revelam que a mídia passou a endeusar Marina, com referências positivas; “Ela é a esperança de levar as eleições para um segundo turno” (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Miguel do Rosário, do blog O Cafezinho

Outra novidade do Laboratório de Estudos de Mídia e Esfera Pública (LEMEP), vinculado ao Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Chegou o Marinômetro, que mede a cobertura da grande mídia ao nome de Marina Silva no cenário eleitoral.

Os números revelam o que a gente já sabia. A mídia passou a endeusar Marina. As referências a sua pessoa são todas positivas.

Ela é a esperança de levar as eleições para um segundo turno.

Abaixo, o texto explicativo do Laboratório, com os gráficos.

Marinômetro, apresentação

Por falta de nome melhor, batizamos essa página de Marinômetro. Seu propósito principal é apresentar um estudo de caso da cobertura da grande mídia a partir da morte trágica de Eduardo Campos em um acidente de avião no dia 13 de agosto de 2014. Tal evento causou um alvoroço na cobertura jornalística; uma enxurrada de especulações e opiniões acerca do futuro da chapa do PSB para a presidência da república e do resultado das eleições que se aproximam.

Para bem avaliar esse evento político-midiático resolvemos empregar uma metodologia diferente daquela usada nas outras páginas do Manchetômetro. Ao invés da análise de valência, identificamos cinco enquadramentos na cobertura: Pró-Marina, Ambivalente, Candidato PSB, Descritiva e Elogio (a Eduardo Campos). O enquadramento pró-Marina foi assinalado nos textos que mostravam claro entusiasmo ou predileção pela escolha de Marina da Silva para substituir Eduardo Campos na chapa do PSB. O enquadramento ambivalente corresponde àquele em que o texto elenca prós e contras da potencial escolha de Marina, mas não manifesta posição decidida. Já a categoria descritiva foi usada quando o texto se exime de tomar qualquer posição quanto à candidatura. Por fim temos a categoria elogio, que foi assinalada quando o texto fazia elegia a Eduardo Campos. Os quatro primeiros enquadramentos foram codificados de maneira mutuamente excludente, ou seja, se uma categoria foi escolhida, as outras necessariamente ficaram de fora. Já o enquadramento “Elogio” foi codificado independente dos outros enquadramentos, pois há na cobertura textos dessa natureza que, ao mesmo tempo, tocam na questão sucessória.

Outra inovação em relação ao restante do Manchetômetro foi o fato de a base de dados não se restringir às capas. Nesse estudo de caso consideramos todos os textos sobre o assunto na edição integral de cada jornal.

Cobertura agregada

Nesta página encontra-se o gráfico que representa a cobertura total dos três jornais estudados (Folha de S. Paulo, O Globo e Estado de S. Paulo), agregados, no que toca os quatro enquadramentos na cobertura: Pró-Marina, Ambivalente, Descritiva e Elogio (a Eduardo Campos). Os dados analisados referem-se a cobertura que teve início no dia 14 de agosto de 2014. Esse gráfico é atualizado diariamente.

Série Temporal

Nesta página encontra-se o gráfico que representa a série temporal da cobertura total dos três jornais estudados (Folha de S. Paulo, O Globo e Estado de S. Paulo), agregados, no que toca os quatro enquadramentos na cobertura: Pró-Marina, Ambivalente, Descritiva e Elogio (a Eduardo Campos). O enquadramento “Candidato PSB” não apareceu em nenhum texto. Assim, resolvemos retirá-lo do gráfico. Os dados analisados referem-se a cobertura que teve início no dia 14 de agosto de 2014. Esse gráfico é atualizado diariamente.

Jornais impressos

Nesta página encontram-se os gráficos que representam a cobertura agregada por tipo de texto (Texto de Capa, Editorial, Coluna e Reportagem) para cada um dos três jornais estudados (Folha de S. Paulo, O Globo e Estado de S. Paulo), separadamente, no que toca os quatro enquadramentos na cobertura: Pró-Marina, Ambivalente, Descritiva e Elogio (a Eduardo Campos). O enquadramento “Candidato PSB” não apareceu em nenhum texto. Assim, resolvemos retirá-lo do gráfico. Os dados analisados referem-se a cobertura que teve início no dia 14 de agosto de 2014. Esse gráfico é atualizado diariamente.

Textos de Capa

Nesta página encontra-se o gráfico que representa a cobertura dos textos de capa dos três jornais estudados (Folha de S. Paulo, O Globo e Estado de S. Paulo), agregados, no que toca os quatro enquadramentos na cobertura: Pró-Marina, Ambivalente, Descritiva e Elogio (a Eduardo Campos). O enquadramento “Candidato PSB” não apareceu em nenhum texto. Assim, resolvemos retirá-lo do gráfico. Os dados analisados referem-se a cobertura que teve início no dia 14 de agosto de 2014. Esse gráfico é atualizado diariamente.

Editoriais

Nesta página encontra-se o gráfico que representa os editoriais dos três jornais estudados (Folha de S. Paulo, O Globo e Estado de S. Paulo), agregados, no que toca os quatro enquadramentos na cobertura: Pró-Marina, Ambivalente, Descritiva e Elogio (a Eduardo Campos). O enquadramento “Candidato PSB” não apareceu em nenhum texto. Assim, resolvemos retirá-lo do gráfico. Os dados analisados referem-se a cobertura que teve início no dia 14 de agosto de 2014. Esse gráfico é atualizado diariamente.

Colunas

Nesta página encontra-se o gráfico que representa as colunas de opinião dos três jornais estudados (Folha de S. Paulo, O Globo e Estado de S. Paulo), agregados, no que toca os quatro enquadramentos na cobertura: Pró-Marina, Ambivalente, Descritiva e Elogio (a Eduardo Campos). O enquadramento “Candidato PSB” não apareceu em nenhum texto. Assim resolvemos retirá-lo do gráfico. Os dados analisados referem-se a cobertura que teve início no dia 14 de agosto de 2014. Esse gráfico é atualizado diariamente.

Reportagens

Nesta página encontra-se o gráfico que representa as reportagens dos três jornais estudados (Folha de S. Paulo, O Globo e Estado de S. Paulo), agregados, no que toca os quatro enquadramentos na cobertura: Pró-Marina, Ambivalente, Descritiva e Elogio (a Eduardo Campos). O enquadramento “Candidato PSB” não apareceu em nenhum texto. Assim, resolvemos retirá-lo do gráfico. Os dados analisados referem-se a cobertura que teve início no dia 14 de agosto de 2014. Esse gráfico é atualizado diariamente.

Jornal Nacional

Nesta página encontra-se o gráfico que representa o tempo agregado da cobertura do Jornal Nacional no que toca os cinco enquadramentos na cobertura: Pró-Marina, Ambivalente, Candidato PSB, Descritiva e Elogio (a Eduardo Campos). Os dados analisados referem-se a cobertura que teve início no dia 13 de agosto de 2014. Esse gráfico é atualizado diariamente.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email