“Um engodo”, diz Renato Maurício Prado sobre entrevista

Jornalista esportivo desmente, em sua coluna desta terça-feira, Veja Rio; ele garante que nunca deu a entrevista publicada na coluna "Beira-Mar", de Carla Knoplech, desta semana; assunto da matéria foi o barraco com Galvão Bueno, ao vivo na SporTV, durante as Olimpíadas; confira a discussão

“Um engodo”, diz Renato Maurício Prado sobre entrevista
“Um engodo”, diz Renato Maurício Prado sobre entrevista (Foto: Divulgação)

Rio 247 – Um possível falso ping-pong publicado pela Veja Rio desta semana está dando o que falar. A matéria com Renato Maurício Prado cita, inclusive, sua discussão, ao vivo, com o narrador Galvão Bueno. O problema é que Renato, em sua coluna no jornal O Globo desta terça-feira 28, nega que tenha dado a entrevista.

O jornalista esportivo inicia com a afirmação "não dei entrevista alguma à Veja Rio. Ao atender, educadamente, ao telefonema da jornalista que me procurava, com insistência, há duas semanas, disse-lhe, com clareza, que não queria falar, até por entender que nós, jornalistas, não somos notícia". Na continuação, ele afirma que não disse frases como "mundinho da TV" e "já deu".

Na matéria publicada na coluna Beira-Mar, de Carla Knoplech, Renato responde três perguntas, mas se nega a dar detalhes sobre o bate-boca com Galvão no programa Conexão Sportv, transmitido ao vivo pelo canal. A discussão começa quando Galvão se irrita com um comentário de Prado. Eis o vídeo da discórdia:

Knoplech diz ainda que o jornalista continua com um programa na CBN, o que também não seria verdadeiro. Segundo Prado, ele apenas participava do CBN Esporte Clube, de Juca Kfouri, que acabou há cerca de dois anos, e nunca chegou a ter o próprio programa.

Confira, na íntegra, a coluna de Renato:

Pingo nos is

Não dei entrevista alguma à Veja Rio. Ao atender, educadamente, ao telefonema da jornalista que me procurava, com insistência, há duas semanas, disse-lhe, com clareza, que não queria falar, até por entender que nós, jornalistas, não somos notícia. Expressões a mim atribuídas, tais como "mundinho da TV", "já deu" e "o que passou, passou", jamais saíram da minha boca. O falso "pingue-pongue" publicado na coluna "Beira-Mar", assinada por Carla Knoplech, na última edição, me coloca dizendo até que continuarei fazendo "o meu programa na CBN" — algo que nunca tive. Apenas participava do CBN Esporte Clube, comandado por Juca Kfouri, e extinto há mais de dois anos! Hoje em dia, faço comentários na Rádio Globo. Para finalizar, usaram, dando a impressão de que eu posara para a Veja, uma das fotos que fiz para a minha coluna no GLOBO. Em suma, um engodo...

Segue ainda a matéria da Veja:

Depois do bate-boca

Recém-chegado de Londres, onde tirou uns dias de férias no fim da Olimpíada, o comentarista esportivo Renato Maurício Prado encerrou seu contrato com o canal SporTV na última semana. Ele falou sobre a decisão e seus novos projetos, depois da polêmica em torno da discussão ao vivo com o narrador Galvão Bueno durante um programa.

Como fica a sua carreira televisiva após o término do contrato com o SporTV? Pensa em ser comentarista em outro canal? O SporTV foi bom enquanto durou, mas já deu. Foram dez anos. Cheguei até a receber convites de outras emissoras, mas não sei se quero voltar para esse mundinho da televisão.

Com a sua saída, surgiram boatos de que poderia se candidatar a algum cargo político no Flamengo. Há fundamento? De maneira nenhuma! Meu envolvimento com os clubes só existe de uma forma: para criticar ou elogiar. Vou tocando meus projetos de sempre: uma coluna no jornal O Globo, meu programa de rádio na CBN e o terceiro volume do meu livro, Deixa que Eu Chuto.

Já falou com o Galvão depois do bate-boca no ar? Houve um pedido de desculpas? Não vou falar sobre isso. O que passou, passou.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247