Uma revista para quem gosta do seu dinheiro

Seu Dinheiro 247", primeirapublicao digital de finanas pessoais, para quem acredita que a moeda traz, sim, felicidade. Aprenda a ganhar, multiplicar, guardar e a gastar o que tanto suou para conquistar

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leonardo Attuch_247 – Dinheiro traz ou não felicidade? A pergunta, por si só, já denota um preconceito – e em geral é feita por aqueles que não o têm. Pois a resposta é óbvia. “Sim, e como traz”. Para quem duvida, recomenda-se a leitura do texto clássico sobre o tema, da escritora Ayn Rand, chamado “O Discurso do Dinheiro”. Diante de um personagem que alega ser o “vil metal” a raiz de todo o mal, ela argumenta:

“Então o senhor acha que o dinheiro é a origem de todo o mal? O senhor já se perguntou qual é a origem do dinheiro? O dinheiro é um instrumento de troca, que só pode existir quando há bens produzidos e homens capazes de produzi-los. O dinheiro só se torna possível através dos homens que produzem. É isto que o senhor considera mau? Aqueles pedaços de papel, que deveriam ser ouro, são penhores de honra; por meio deles você se apropria da energia dos homens que produzem. A riqueza é produto da capacidade humana de pensar. O dinheiro é feito – antes de poder ser embolsado pelos pidões e pelos saqueadores – pelo esforço honesto de todo homem honesto. Mas o dinheiro é só um instrumento. Ele pode levá-lo aonde o senhor quiser, mas não pode substituir o motorista do carro. Ele lhe dá meios de satisfazer seus desejos, mas não lhe cria desejos. O dinheiro não compra felicidade para o homem que não sabe o que quer; não lhe dá um código de valores se ele não tem conhecimento a respeito de valores, e não lhe dá um objetivo, se ele não escolhe uma meta. O dinheiro não compra inteligência para o estúpido, nem admiração para o covarde, nem respeito para o incompetente. Se um herdeiro está à altura de sua herança, ela o serve; caso contrário, ela o destrói. O dinheiro é um poder vivo que morre quando se afasta de sua origem. Os que amam o dinheiro estão dispostos a trabalhar para ganhá-lo. Eles sabem que são capazes de merecê-lo. Eis uma boa pista para saber o caráter dos homens: aquele que amaldiçoa o dinheiro o obtém de modo desonroso; aquele que o respeita o ganha honestamente. Fuja do homem que diz que o dinheiro é mau.”

Nós concordamos com Ayn Rand. Por isso mesmo, estamos lançando a publicação “Seu Dinheiro 247”, a primeira revista brasileira de finanças pessoais, totalmente digital. Ela circulará uma vez por semana, com oferecimento do grupo Caixa Seguros. Seu conteúdo, editado por Marcio Kroehn, um dos mais destacados jornalistas de finanças do País, estará disponível tanto no aplicativo do Brasil 247 como na web, no canal “Seu Dinheiro” deste site.

Kroehn e sua equipe abordarão o dinheiro em quatro grandes dimensões: como ganhá-lo, como protegê-lo, como multiplicá-lo e como gastá-lo. Na capa desta primeira edição, destaca-se o crescimento do mercado de seguros no País – o que já demonstra a maturidade do poupador brasileiro.

O Brasil de hoje não é apenas um país que cresce aceleradamente e caminha para uma situação de pleno emprego. É também um país que gera renda extra para uma série de aplicações financeiras. Ao todo, são R$ 681 bilhões em depósitos a prazo, R$ 392 bilhões na caderneta de poupança, R$ 1,4 trilhão em fundos de ações e R$ 184 bilhões em fundos exclusivos de ações.

Os instrumentos financeiros são cada vez mais diversificados. As taxas de retorno já não são as mesmas do passado. Ajudá-lo a navegar neste mar complexo é a missão da revista “Seu Dinheiro 247”. Esperamos que ela ajude a torná-los mais prósperos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email