Uma vitória moral é o prelúdio de uma vitória política, diz advogado

"Fizemos a maior e mais ampla campanha desde as Diretas Já e 1989. Foi uma jornada épica. Saímos de 29,3% para um empate às vésperas. Envolvemos um amplo setor de democratas que fez o voto no falso messias ser um voto tímido, envergonhado, preso às fakenews (que deram ao candidato o nome de um projeto de lei anti fakenews no Chile)", diz o advogado Ronaldo Pagotto, ressaltando que a vitória política do campo progressista já aponta no horizonte

Uma vitória moral é o prelúdio de uma vitória política, diz advogado
Uma vitória moral é o prelúdio de uma vitória política, diz advogado (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Brasil de Fato - Uma campanha dura, pegada, de rua e enfrentando pela primeira vez em décadas os setores fascistas. A campanha do Bolso se valeu de artimanhas e estratégia de guerra. Contou com apoio dos EUA e Israel, sem falar da miríade de pequenos grupos supremacistas brancos e fascistas. Campanha dos esgotos fez de tudo para vencer no primeiro turno. A ida para o segundo foi tratado por eles como uma derrota. A blitzkrieg não funcionou. Fomos ao 2o turno.

Fizemos a maior e mais ampla campanha desde as Diretas Já e 1989. Foi uma jornada épica. Saímos de 29,3% para um empate às vésperas. Envolvemos um amplo setor de democratas que fez o voto no falso messias ser um voto tímido, envergonhado, preso às fakenews (que deram ao candidato o nome de um projeto de lei anti fakenews no Chile).

O amor entrou no ar e entusiasmou milhares. Nem com a violência que ceifou a vida do mestre Moa, as tentativas de calar Roger Waters e os estudantes, a morte do jovem Charlione, nem o atentado a pouco no MST calaram nossa voz. Uma campanha forte alcançou todo o país.

Não tivemos hoje uma vitória política, mas com certeza moral. Vamos adiante. Combatemos o bom combate. Lutamos até o último minuto. Nossa vitória será estratégica para o mundo. Nossa derrota será de pé e com as melhores condições para uma oposição forte, digna de uma grande resistência nacional. Venceremos. Venceremos!

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247