Vai aprender a cozinhar, Nizan

Faça um curso no Senai ou em Paris. Assim, se um dia seus negócios desandarem, uma ex-cozinheira poderá lhe oferecer um emprego

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Li o artigo do publicitário Nizan Guanaes, no qual ele procura uma cozinheira (leia mais aqui).

Um artigo recheado de ironias e discriminador.

Parece que o Nizan, assim como muitos que se acham acima do bem e do mal, não se conformam com a ascensão social daqueles que outrora eram menos favorecidos.

No seu artigo, ele pede uma cozinheira tipo Dona flor e que faça como a cozinheira de uma socialite amiga, que, nas palavras dele, faz o melhor almoço do Brasil.

Mas com que autoridade ele pode falar isto? Por caso o Nizan já almoçou em todos os lares brasileiros?

Diz ele que está desesperado para encontrar uma cozinheira, que saiba fazer seus pratos preferidos e assim saciar sua gula.

No entanto, ele se contradiz, ao dizer que à candidata basta saber cozinhar bem –

entretanto, ele descreve pratos sofisticados que a futura cozinheira deverá fazer.

Exige também que a futura cozinheira tenha conhecimentos na área biomedica, uma vez que ele pede referência de pessoas gordas de colesterol e de ácido úrico altos.

Foi um texto infeliz deste cidadão. E creio que ele não irá encontrar essa cozinheira dos seus sonhos.

O tempo da senzala já ficou pra trás, caro Nizan. As pessoas, sobretudo as menos favorecidas, estão cada vez mais conquistando seu espaço na sociedade.

A ascensão ainda é tímida, é verdade. Porém, os primeiros efeitos já são sentidos até por você próprio ao procurar desesperadamente uma cozinheira.

Sugiro, caro e faminto Nizan, que você procure o SENAI. Lá, eles oferecem cursos de culinária, dão certificados e seus cursos respeitados em todo o mundo.

Caso queira um curso mais sofisticado, pegue um avião e vá à Paris.

Lá também existem cursos de renome mundial. Assim, você aprende a cozinhar, sacia sua gula e quem sabe, se algum dia seus negócios desandarem, você possa ler um anuncio de uma ex-cozinheira ofertando emprego de cozinheiro.

Jean Sena é professor de História, divorciado e pai de duas meninas. Anti-hipócritas também.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email