Veja pisca para Bolsonaro e ele promete que não dará golpe em 2022

Capa da revista Veja desta semana sinaliza reconciliação da elite com Jair Bolsonaro para um eventual enfrentamento contra o ex-presidente Lula. Além de negar golpe, elogiou Barroso

(Foto: Agência Brasil | Reprodução | Mídia NINJA)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Dando sinais de que já caiu em campo para jogar contra o PT e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a revista Veja publica neste final de semana uma reportagem de capa intitulada "A chance de um golpe é zero", uma citação de entrevista feita com Jair Bolsonaro. O subtítulo é: "O presidente afirma que não vai 'melar' as eleições de 2022, garante respeito do governo ao teto de gastos e explica sua opinião sobre vacinas". 

"Daqui pra lá, a chance de um golpe é zero. De lá pra cá, a gente vê que sempre existe essa possibilidade", diz Bolsonaro na entrevista.  

Foi uma entrevista chapa branca que serviu para sinalizar estar de pé o acordo combinado com Michel Temer. Bolsonaro chegou a elogiar o ministro do STF Luís Roberto Barroso, até recentemente um dos seus principais alvos: “Com as Forças Armadas participando, você não tem por que duvidar do voto eletrônico. As Forças Armadas vão empenhar seu nome, não tem por que duvidar. Eu até elogio o Barroso no tocante a essa ideia”.

PUBLICIDADE

A publicação menciona críticas a Bolsonaro, mas passa ao largo dos crimes de responsabilidade cometidos por ele, alvo de mais de 120 pedidos de impeachment e de inquérito do Supremo Tribunal Federal no âmbito das investigações sobre um esquema criminoso de fake news. 

A revista apenas menciona, de forma genérica, problemas como alta dos juros e da inflação, e os trabalhos da CPI da Covid. "Nada disso, porém, parece atormentar o presidente", destacou a Veja, complacente. 

PUBLICIDADE

A reportagem perguntou a Bolsonaro acerca do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, líder disparado em todas as pesquisas eleitorais, com chances de vitória no primeiro turno. "Eles ficam jogando isso aí, ele pegou uma economia de certa forma arrumada do Fernando Henrique Cardoso", afirmou Bolsonaro na entrevista, mentindo sobre as condições da economia em que Lula assumiu, com uma crise brutal. 

Ao falar sobre a sua gestão, Bolsonaro cravou: "a única satisfação que eu tenho, uma das poucas, é saber que não tem um comunista sentado naquela cadeira, só essa".

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email