Vladimir Safatle diz que o AI-5 já foi decretado

O professor titular do Departamento de Filosofia da USP, Vladimir Safatle, opina em artigo na Folha de S.Paulo sobre a "natureza genocida do Estado brasileiro", "expressão de que o AI-5 já foi decretado no Brasil".

247 - O filósofo Vladimir Safatle descreve em artigo na Folha de S.Paulo o estado de terror e vulnerabilidade ao qual a população se sente submetida, com a repetição de atos violentos da polícia.  Ao narrar um desses episódios, escreve: "Este caso é apenas um exemplo emblemático entre tantos outros que explicitam a natureza genocida do Estado brasileiro. Ele é a expressão de que o AI-5 já foi decretado no Brasil. A única questão diz respeito onde ele impera e qual a sua extensão. O Estado brasileiro já explicita sua natureza fora da lei, sua lógica de exceção e de extermínio contra populações pobres e negras. Basta apenas saber quando ela também será aplicada nos bairros nobres. A depender do desejo de Bolsonaro 3º, virá o mais rápido possível".   

"Uma das maiores ilusões do Brasil diz respeito a estarmos atualmente em meio a uma democracia sob risco. Nada mais incorreto. Não é possível que algo que nunca existiu esteja em risco", pontua. "A indiferença em relação ao destino de casos como o do morro do Fallet apenas explicita o fato de acharmos normal que não exista nada parecido com 'democracia' para parcelas amplamente majoritárias da população. Mas será assim que o novo AI-5 paulatinamente se instalará entre todos nós: primeiro nas margens, depois no centro".   

"Nunca na nossa história ficou tão clara a marcha inexorável em direção à explicitação de uma situação ditatorial. Não é difícil juntar os pontos. As ruas no mundo inteiro queimam porque populações se levantam contra as mesmas políticas que o sr. Paulo Guedes e sua plateia de financistas estão a aplicar no Brasil. Imaginar que essa espoliação continuará sem que o Brasil também entre em convulsão é confundir esse país com uma fazenda de gado".

Ao vivo na TV 247 Youtube 247