Washington Post: protestos antecipam ruptura se Temer assumir

Jornal norte-americano The Washington Post destacou nesta quinta-feira, 28, a série de protestos organizados por movimentos sociais que fecharam dezenas de rodovias em 30 cidades contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff; "Essa foi uma amostra da ruptura civil que os que defendem a presidente ameaçam realizar", diz; correspondente Dom Phillips ressalta também que a presidente Dilma não é acusada de quaisquer crimes de corrupção, e que o Brasil está dividido entre aqueles que exigem sua saída e aqueles que dizem que a presidente é vítima de um golpe de direita

Jornal norte-americano The Washington Post destacou nesta quinta-feira, 28, a série de protestos organizados por movimentos sociais que fecharam dezenas de rodovias em 30 cidades contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff; "Essa foi uma amostra da ruptura civil que os que defendem a presidente ameaçam realizar", diz; correspondente Dom Phillips ressalta também que a presidente Dilma não é acusada de quaisquer crimes de corrupção, e que o Brasil está dividido entre aqueles que exigem sua saída e aqueles que dizem que a presidente é vítima de um golpe de direita
Jornal norte-americano The Washington Post destacou nesta quinta-feira, 28, a série de protestos organizados por movimentos sociais que fecharam dezenas de rodovias em 30 cidades contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff; "Essa foi uma amostra da ruptura civil que os que defendem a presidente ameaçam realizar", diz; correspondente Dom Phillips ressalta também que a presidente Dilma não é acusada de quaisquer crimes de corrupção, e que o Brasil está dividido entre aqueles que exigem sua saída e aqueles que dizem que a presidente é vítima de um golpe de direita (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jornal norte-americano The Washington Post destacou nesta quinta-feira, 28, a série de protestos organizados pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, que ocorreram em oito estados e no Distrito Federal, contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Diário americano destacou que as manifestações ocuparam dezenas de estradas em trinta cidades, provocando longas filas, na hora do rush. "Essa foi uma amostra da ruptura civil que os que defendem a presidente ameaçam realizar", diz. 

Texto assinado pelo correspondente Dom Phillips ressalta também que a presidente Dilma não é acusada de quaisquer crimes de corrupção, e que o Brasil está dividido entre aqueles que exigem sua saída e aqueles que dizem que a presidente é vítima de um golpe de direita.

Leia na íntegra a reportagem (em inglês).

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247