Xico Sá: e pensar que nada estava errado na fita de Jucá, com STF até o talo

Jornalista ironiza e diz que "mãe Jucá é mãe Diná do golpe, não errou um passo com Temer, Cunha etc. e não enganou ninguém, deixou tudo gravado com Machado, nós que somos otários"; em vários tuítes contra o golpe, Xico Sá lamenta que a mídia "vai demorar, de novo, 50 anos, no mínimo, para reconhecer a merda" e comenta que "todo brasileiro se encaminhará para a urna em 2018 sob a sombra do golpe"

Jornalista ironiza e diz que "mãe Jucá é mãe Diná do golpe, não errou um passo com Temer, Cunha etc. e não enganou ninguém, deixou tudo gravado com Machado, nós que somos otários"; em vários tuítes contra o golpe, Xico Sá lamenta que a mídia "vai demorar, de novo, 50 anos, no mínimo, para reconhecer a merda" e comenta que "todo brasileiro se encaminhará para a urna em 2018 sob a sombra do golpe"
Jornalista ironiza e diz que "mãe Jucá é mãe Diná do golpe, não errou um passo com Temer, Cunha etc. e não enganou ninguém, deixou tudo gravado com Machado, nós que somos otários"; em vários tuítes contra o golpe, Xico Sá lamenta que a mídia "vai demorar, de novo, 50 anos, no mínimo, para reconhecer a merda" e comenta que "todo brasileiro se encaminhará para a urna em 2018 sob a sombra do golpe" (Foto: Gisele Federicce)

247 - Em vários tuítes críticos ao golpe, no dia em que foi divulgada a informação de que um novo áudio de Joesley Batista revela o envolvimento de ministros do STF em atos ilícitos, de acordo com o procurador-geral da República, o jornalista Xico Sá lembra da gravação de Romero Jucá com Sergio Machado, quando o senador falava em "estancar a sangria".

"Tudo bem, pode até pagar pelos muitos crimes um dia, mas que mãe Jucá superou a mãe Diná em matéria de golpe, ave, superou. Acertou tudo", escreve Xico Sá. "E pensar q nada, nada mesmo estava errado no golpe premeditado exposto na fita do Jucá/Machado. Com STF até o talo, data vênia seus imorais", comenta.

O jornalista lamenta que a mídia "vai demorar, de novo, 50 anos, no mínimo, para reconhecer a merda". "Fico pasmo como meus colegas jornalistas construíram 1 narrativa golpista, talvez sem saber, nos seus trabalhos em jornais sérios, nacionais. Desafio um colega jornalista a dizer q o brasil não foi vítima de um golpe sob desculpa da pedalada do tcu, ave, q derrota da democracia", diz.

O colunista do El País diz ainda que existe um "trauma" com todo esse processo "que começou com o choro de Aécio e seus fãs na imprensa" e afirma que "todo brasileiro se encaminhará para a urna em 2018 sob a sombra do golpe". "Quero só meu voto de volta em 2018, nada mais, e ele foi sequestrado pelo golpismo, todo mundo sabe", cobra.

Xico Sá diz ainda que tem crença em Lula em 2018 e cobra com insistência o juiz Sergio Moro "sobre o roubo do Banestado, o maior crime financeiro da história". "Me perdoem, mas p que Sergio Moro deu perdão para os tucanos envolvidos no maior escândalo político de todos os tempos, o caso Banestado?", questiona.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247