YouTube aluga filmes pela rede

Portal de vdeos fecha acordo com Warner, Universal e Sony para oferecer produes da telona pelo site; ttulos como Todo Mundo em Pnico 4 j eram disponibilizados pelo Google Rentals

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O YouTube, portal de vídeos do Google, segue em frente com sua missão cada vez mais próxima de ser concluída: assumir o papel da televisão. O site acaba de fechar um acordo com as gigantes Warner, Universal e Sony, que amplia sua oferta de filmes por aluguel. Desde janeiro, o canal YouTube Rentals, lançado pelo portal, já oferecia em forma de aluguel títulos lançados há alguns anos, como Todo Mundo em Pânico 4 (2006) e Os Indomáveis (2007) por cerca de US$ 2.

A nova parceria reforça a posição do YouTube no mercado de alugueis via streaming – sem necessidade de download – e pela Internet, que atualmente tem forte competição das americanas Amazon, Netflix e do iTunes, da Apple. “Temos acrescentado de forma constante mais e mais títulos desde que lançamos o serviço de aluguel de filmes e agora temos milhares de disponibilidades”, afirmou um porta-voz do YouTube ao jornal espanhol El País. Não foram anunciados preços para os novos filmes do catálogo do site.

Segundo o veículo, os estúdios Warner, Universal, Paramount, Fox e Sony formam parte da iniciativa Ultraviolet, apresentada o ano passado na CES – Feira Eletrônica de Consumo, que acontece em Las Vegas –, que pretende ressuscitar a compra de filmes feitas a partir de casa, dando possibilidade ao usuário de assistir de qualquer equipamento habilitado para isso. No início de abril, o YouTube havia anunciado a criação de 20 novos canais de vídeos que terão conteúdo profissional e exclusivo para o site.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email