YouTube remove mais um vídeo do canal de Bolsonaro com fake news sobre as eleições

Segundo a consultoria de monitoramento da rede social Novelo Data, este foi o 35º vídeo removido do canal de Jair Bolsonaro por disseminação de fake news

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)


247 - O YouTube Brasil removeu um vídeo do canal de Jair Bolsonaro (PL) por violar as regras da plataforma. Segundo a consultoria de monitoramento da rede social Novelo Data, o vídeo disseminava fake news acerca da lisura das eleições de 2018. Este foi o 35º vídeo que o YouTube removeu do canal do atual ocupante do Palácio do Planalto. O vídeo, porém, ainda permanece ativo no Facebook e no canal da Jovem Pan.  

De acordo com reportagem do Sonar, o vídeo com uma entrevista de Bolsonaro à rádio Jovem Pan Maringá foi publicado no dia 12 de agosto de 2021. O material questionava a lisura das eleições de 2018 e disseminava notícias falsas sobre a pandemia de Covid-19. 

Das 34 punições tomadas pela plataforma  contra o canal de Bolsonaro, 33 foram causadas por desinformação sobre a pandemia da Covid-19.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email