Zé de Abreu é condenado a indenizar Hospital Albert Einstein por post sobre facada de Bolsonaro

Ator terá de pagar indenização por ter dito no Twitter que a facada teria sido ‘elaborada’ pelo serviço de inteligência de Israel com apoio do Hospital Albert Einstein

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ator José de Abreu foi condenado a indenizar o Hospital Albert Einstein em R$ 20 mil por danos morais. A decisão de primeira instância foi agora confirmada pela 3ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo.

O motivo: uma postagem feita pelo ator no Twitter em janeiro de 2019 dizendo que a facada contra Jair Bolsonaro em Juiz de Fora, durante a campanha presidencial, foi ‘elaborada’ pelo serviço de inteligência de Israel com o apoio do Hospital Albert Einstein.

“Teremos um governo repressor, cuja eleição foi decidida numa facada elaborada pelo Mossad, com apoio do Hospital Albert Einstein, comprovada pela vinda do PM israelense, o fascista matador e corrupto Bibi. A união entre a igreja evangélica e o governo israelense vai dar merda”, postou na ocasião.

O ator chegou a apagar a postagem, mas a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira acionou a Justiça e ganhou a ação. Zé de Abreu apresentou recurso, que foi negado. A nova decisão foi publicada neste sábado (4), informou o jornalista Fausto Macedo, do Estado de S.Paulo

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email