CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

35 anos de cadeia para o ex-presidente da Tunísia

Zine El Abidine Ben Ali e sua mulher foram condenados por roubo de dinheiro pblico

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Um tribunal em Túnis, capital da Tunísia, condenou nesta segunda-feira o ex-presidente do país, Zine El Abidine Ben Ali, e sua mulher, Leila Trabelsi, a 35 anos de prisão cada um. Os acusados, refugiados na Árabia Saudita, não estavam presentes ao julgamento. Eles eram acusados de roubo de dinheiro público e posse ilegal de dinheiro e joias. O casal também foi condenado a pagar multas que totalizam o equivalente a US$ 65,6 milhões, anunciou o tribunal de primeira instância. O veredicto sobre outras acusações que pesam contra o casal, relacionadas a posse ilegal de drogas e armas, deve ser divulgado em 30 de junho. Ben Ali está refugiado na Arábia Saudita desde 14 de janeiro, quando foi derrubado do poder por uma revolta popular. Por meio de um advogado, ele havia se declarado inocente. Esta é a primeira de uma longa série de ações judiciais contra o ex-presidente.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO