Advogado questiona novas acusações dos EUA contra Assange

A defesa do fundador do Wikileaks, Julian Assange, questionou nesta segunda-feira as novas acusações apresentadas pelos Estados Unidos contra seu cliente e alertou que elas poderiam afetar o julgamento de extradição que está sendo processada pela justiça britânica

Fundador do WikiLeaks Julian Assange
Fundador do WikiLeaks Julian Assange (Foto: REUTERS/Henry Nicholls)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - “Estamos surpresos com o momento escolhido para fazer novas acusações, para dizer o mínimo”, disse o advogado de Julian Assange, Mark Summers, durante uma audiência administrativa na segunda-feira (29) no Tribunal de Magistrados de Westminster.

Na semana passada, o Departamento de Justiça dos EUA expandiu o escopo do “crime de conspiração” de Assange, também o acusando de recrutar hackers, encorajando outras pessoas a pesquisar informações classificadas e conspirando para acessar um computador do ministério de defesa dos EUA.

A justiça britânica começou a processar a ordem de extradição apresentada pelos Estados Unidos em fevereiro passado, mas o processo foi interrompido pela pandemia da Covid-19 e, como anunciou a juíza Vanessa Baraitser na segunda-feira, sua retomada está prevista para 7 de setembro, no Tribunal Penal Central de Londres, popularmente conhecido como Old Bailey, informa a Prensa Latina.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247