'Agora sabemos como Moro manipulava procuradores', diz Alberto Fernández sobre caso Lula

Presidente da Argentina participou de atividade sobre Lawfare durante o aniversário do PT e criticou a condenação do ex-presidente Lula

Alberto Fernández
Alberto Fernández (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O presidente da Argentina, Alberto Fernández, participou nesta segunda-feira (22) de uma das atividades do aniversário de 41 anos do PT, sobre lawfare e o caso Lula. Em mensagem, o mandatário criticou a condenação do ex-líder sindical e a atuação do ex-juiz Sergio Moro, de procuradores, e dos meios de comunicação.

Professor de Direito Penal, Fernández classificou o lawfare como um “maldito mecanismo que foi implementado no Brasil e em outros lugares do continente que serviu para que a mídia e a Justiça persigam opositores ao regime político que agora governa”.

“Agora já conhecemos como o juiz Moro manipulava os procuradores e os procuradores se prestavam a isso, para que Lula não pudesse ser candidato e seguisse muito tempo processado. Agora, graças a deus, parece que as provas revelam claramente como foi essa perseguição”, prosseguiu, fazendo referência aos dados da Operação Spoofing e da Vaza Jato.

Leia mais na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email