CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Ahmadinejad encerra tour com apoio latino

Em visita ao continente, presidente do Ir recebeu suporte dos lderes de Venezuela, Nicargua, Cuba e Equador, onde concluiu a viagem com Rafael Correa, para manter programa nuclear iraniano, contestado principalmente pelos EUA

Ahmadinejad encerra tour com apoio latino (Foto: Guillermo Granja/REUTERS)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Agência Brasil – O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, encerra hoje (13) a visita de cinco dias pela América Latina com um saldo político e econômico. Nas conversas na Venezuela, na Nicarágua, em Cuba e no Equador, Ahmadinejad fechou acordos e parcerias nas áreas de comércio, tecnologia e construção. Também recebeu dos respectivos presidentes apoio para que os iranianos mantenham seu programa nuclear – alvo de contestações internacionais.

“Queremos ser instrumentos de paz, unidade e solidariedade para que as pessoas saibam a verdade e não apenas a propaganda de países com padrões duplos. O Equador é a favor da paz planetária”, disse o presidente do Equador, Rafael Correa, sentado ao lado de Ahmadinejad, na sua última etapa da visita à América do Sul, em Quito (capital equatoriana).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Depois de uma reunião de quase seis horas, o tom da declaração de Correa e Ahmadinejad foi a paz mundial. "Tudo o que eles [líderes internacionais que defendem sanções ao Irã] dizem significa os poderes hegemônicos”, disse o presidente do Irã. “Correa é puro, sincero, corajoso e original", acrescentou.

Mais uma vez, Ahmadinejad negou que o programa nuclear iraniano desenvolva a produção de armas nucleares. Segundo ele, não há provas dessas denúncias. No entanto, a Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) e parte da comunidade internacional informam que há indícios que levam às suspeitas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Desde 2010, o Irã está sob fortes sanções econômicas, comerciais e financeiras com o apoio da maior parte da comunidade internacional e da Organização das Nações Unidas (ONU). Recentemente, a ONU apelou para que o governo do Irã retome as negociações a fim de encerrar o impasse sobre o assunto.

No Equador, Ahmadinejad disse que o Irã tem condições de desenvolver parcerias nas áreas industrial e alimentícia. “Temos trabalhado para agilizar e facilitar o intercâmbio. Muitas de nossas exportações vão para o Irã por meio da Turquia”, disse o presidente iraniano. Ahmadinejad volta hoje para Teerã, capital iraniana.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO