Crise da Amazônia: Alemanha quer certificado para soja e carne brasileiras

Segundo a revista Der Spiegel, a ministra alemã do Meio Ambiente, Svenja Schulze, está propondo complementar as regras de sustentabilidade para os dois produtos porque o país quer evitar adquirir soja e carne cuja produção tenha afetado o meio ambiente na Amazônia

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os discursos de Jair Bolsonaro legitimando desmatamentos e ocupação de terras indígenas por ruralistas continuam a prejudicar acordos comerciais e a trazer prejuízos ao Brasil.

Segundo a revista Der Spiegel, a Alemanha estuda criar certificados para a compra de soja e carne brasileiras a fim de que não haja risco de adquirir produtos cuja produção tenha afetado o meio ambiente na Amazônia.

A ministra alemã do Meio Ambiente, Svenja Schulze, é quem está propondo complementar as regras de sustentabilidade do Acordo de Livre Comércio do Mercosul entre a União Europeia e os países da América Latina com o sistema de certificação.

"Soja e carne bovina só devem ser importadas se a produção comprovadamente não prejudicar a floresta tropical", disse ela à Der Spiegel. "É difícil aceitar que a UE importe ração com proteína de soja e carne bovina de áreas onde as florestas tropicais foram derrubadas ou queimadas".

Recentemente, dois veículos da mídia alemã cobraram, em reportagens, sanções contra o Brasil devido ao crescimento nos desmatamentos e incêndios na região da Amazônia.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email