Alemanha rejeita vacina de Oxford para idosos e MP questiona Fiocruz

"Não há dados disponíveis atualmente para determinar a eficácia da vacinação acima de 65 anos", informaram autoridades da Alemanha sobre a vacina Oxford, desenvolvida em parceria pela AstraZeneca em parceria com a Fiocruz. O MPF entregou um ofício à instituição brasileira questionando os dados

Alemanha questiona eficácia de vacina em idosos
Alemanha questiona eficácia de vacina em idosos (Foto: REUTERS/Dado Ruvic)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Autoridades da Alemanha avisaram, nessa quinta-feira (28), que devem recomendar a não aplicação da vacina de Oxford em pessoas acima de 65 anos diagnosticadas com coronavírus. A falta de dados sobre a eficácia e segurança da vacina sobre o grupo pesou na decisão. O imunizante foi desenvolvido em parceria pela AstraZeneca em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

"Não há dados disponíveis atualmente para determinar a eficácia da vacinação acima de 65 anos", disse uma nota da Standing Vaccine Commission, do Instituto Robert Koch, principal agência de saúde pública da Alemanha. O relato foi publicado em Veja

O Ministério Público Federal entregou um ofício à Fiocruz questionando os dados que permitiram à Anvisa liberar o uso em idosos. "Solicito informações precisas dessa fundação no que se refere à sua eficácia para os idosos", escreveu a subprocuradora-geral da República Célia Regina Souza Delgado. 

A polêmica nasceu, após o jornal alemão Handelsblatt afirmar que a vacina teria eficácia de apenas 8%. De acordo com autoridades alemãs, os dados foram confundidos. O percentual era uma referência à quantidade de voluntários dos estudos com mais de 65 anos. Mas foi confirmada a informação de que o país europeu iria se opor ao uso da vacina de Oxford em idosos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email