Americanos no Afeganistão fazem cadáveres de troféus

Alem Der Spiegel publica fotos de soldados americanos em atitude jocosa diante de corpos de civis mortos; divulgao aumenta presso pelo cessar-fogo na Lbia

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Estão correndo mundo as fotos de militares americanos no Afeganistão em atitude jocosa diante de cadáveres de civis na cidade de Kandahar, no Afeganistão, feitas no ano passado. Os mortos são exibidos como troféus por integrantes da auto-denominada Equipe da Morte, formada por 12 militares comandados pelo tenente Roman Ligsay. Elas foram publicadas no domingo pela revista semanal alemã Der Spiegel, entregues por fontes não identificadas. O exército dos EUA procurou evitar a divulgação das fotos, que reabrem a discussão sobre a postura das tropas do país em desrespeito aos direitos humanos. As cenas estão sendo divulgadas no momento em que cresce a pressão internacional para a suspensão dos bombardeios da coalizão aliada sobre a Líbia. O governo líbio divulgou que há 40 civis mortes desde o início da operação Odisséia do Alvorecer, a três dias. Os integrantes da Equipe da Morte já são objeto de processos marciais nos Estados Unidos, respondendo a acusações de assassinato e conspiração.

Uma das fotografias publicadas mostra uma figura-chave no inquérito, o militar Jeremy Morlock, de Wasilla, no Alasca, sorrindo ao levantar a cabeça de um cadáver semi nu pelos cabelos. O afegão morto foi identificado pela Der Spiegel como Gul Mudin, a quem Morlock foi acusado de assassinato em 15 de janeiro de 2010, em Kandahar. Funcionários envolvidos nos tribunais marciais haviam emitido uma ordem rígida de proteção às fotos, buscando limitar o seu acesso, mas houve vazamento.

(Com Agências Internacionais)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email