Aos 75 anos, ONU é vítima de campanha de esvaziamento pelo governo Bolsonaro

A ONU completa nesta sexta-feira 75 anos de existência. Foi nesta data, em 1945, que foi assinada a Carta de São Francisco, documento que criou a Organização. Em momento de crise como o que a humanidade está atravessando, cresce o papel da ONU e da cooperação internacional. No entanto as Nações Unidas são alvo de uma campanha de esvaziamento por parte do governo de extrema direita de Jair Bolsonaro

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)


247 - O aniversário da ONU coincide com um dos momentos de maior encruzilhada na história da entidade, na opinião do jornalista Jamil Chade, especializado na cobertura dos temas internacionais junto a organismos da ONU sediados em Genebra. 

Jamil Chade destaca em sua coluna no UOL que para muitos governos, a atual pandemia é um recado claro de que o mundo precisa de uma organização como a ONU para dar uma resposta coordenada à crise.  

"A data ainda ocorre no pior momento da relação entre a ONU e o Brasil, um país que tradicionalmente saiu em defesa do organismo internacional, até mesmo durante a Ditadura Militar (1964-1985)". 

O jornalista aponta que "a ordem [do governo Bolsonaro] é de esvaziar as Nações Unidas de uma eventual influência internacional e limitar a entidade a um simples fórum de debates".

"A postura do governo de Jair Bolsonaro tem sido a de rejeitar qualquer tipo de recomendação internacional sobre os assuntos nacionais, ainda que sejam os próprios tratados assinados pelo Brasil que estipulam a capacidade de órgãos de monitorar as violações de direitos humanos e fazer cobranças sobre a postura do país no que se refere ao direito internacional".

Leia a íntegra 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email