Arco do Triunfo é evacuado em Paris por alerta de bomba

A área ao redor do Arco de Triunfo, no centro de Paris, foi evacuada nesta terça-feira (27) após um alerta de bomba, informou a polícia francesa

Arco do Triunfo, Paris
Arco do Triunfo, Paris (Foto: Benoit Tessier/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - Segundo as autoridades, a evacuação dos arredores do monumento começou por volta das 15h locais (11h em Brasília) e a estação de metrô Charles-de-Gaulle Etoile chegou a ser fechada. A polícia realizou uma inspeção no local, que já foi concluída, e nada suspeito foi encontrado.

Um porta-voz da polícia francesa informou que o Campo de Marte, no entorno da Torre Eiffel, também foi isolado, após a descoberta de uma bolsa cheia de munição, mas a área já foi liberada, segundo a agência de notícias Reuters.

Em entrevista à Sputnik, o porta-voz policial confirmou que as investigações já foram concluídas.

"Os trabalhos foram concluídos nos arredores do Arco do Triunfo. O trânsito está sendo restabelecido gradualmente", disse.

A França está em alerta total após a decapitação de um professor, no início do mês, por um um jovem muçulmano de 18 anos, que se revoltou com o uso de charges do profeta Maomé durante aulas sobre liberdade de expressão.

As autoridades francesas vêm lidando com diversos alertas falsos de bomba nos últimos tempos, o mais recente deles na estação de trens de Lyon na semana passada. O presidente Emmanuel Macron anunciou, no último dia 20, que reforçou as medidas para combater a radicalização no país.

Alguns vídeos do local foram postados on-line. Confira:

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247