Austrália para por uma ameça de bomba

Televises locais transmitem ao vivo quase 10 horas de trabalho da polcia para retirar um colar-bomba preso a uma jovem. O artefato no continha material explosivo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Após quase 10 horas de mobilização nacional, a história do colar-bomba preso a uma jovem australiana terminou com um alarme falso. A suposta bomba foi colocada em Madeleine Pulver, de 18 anos, por um desconhecido que invadiu sua casa, situada no bairro de Mosman, habitado por famílias de alta renda. O assaltante chegou a deixar um bilhete ameaçador.

Todo um dispositivo policial foi montado no local, com um cordão de segurança em torno do quarteirão residencial, esvaziado diante do risco de uma explosão. Especialistas em explosivos da Polícia Federal Australiana e militares britânicos participaram da operação.

Ao ler a imprensa do dia, a primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard, disse que o caso lembrava roteiros de filmes de suspense. "Quando li os jornais nesta manhã, a primeira coisa que disse é que parecia um roteiro de Hollywood", assinalou a chefe do governo aos jornalistas.

O caso terminou com uma entrevista coletiva do delegado-assistente da polícia de Nova Gales do Sul, Mark Murdoch. Ele confirmou que a bomba colocada no pescoço de Madeleine era falsa, embora "muito bem feita e sofisticada".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email