Autores de ataque em Bruxelas eram irmãos

Os dois homens-bomba que se explodiram no aeroporto de Bruxelas, Khalid e Brahim El Bakraoui, eram irmãos; um outro suspeito, Najim Laachraoui, que também teria ligações com os ataques em Paris, teria sido preso nesta quarta-feira; fotografado por câmeras de segurança no aeroporto de Bruxelas ao lado dos irmãos El Bakraoui, Laachraoui não detonou uma bomba, que foi destruída em uma explosão controlada realizada pela polícia

Os dois homens-bomba que se explodiram no aeroporto de Bruxelas, Khalid e Brahim El Bakraoui, eram irmãos; um outro suspeito, Najim Laachraoui, que também teria ligações com os ataques em Paris, teria sido preso nesta quarta-feira; fotografado por câmeras de segurança no aeroporto de Bruxelas ao lado dos irmãos El Bakraoui, Laachraoui não detonou uma bomba, que foi destruída em uma explosão controlada realizada pela polícia
Os dois homens-bomba que se explodiram no aeroporto de Bruxelas, Khalid e Brahim El Bakraoui, eram irmãos; um outro suspeito, Najim Laachraoui, que também teria ligações com os ataques em Paris, teria sido preso nesta quarta-feira; fotografado por câmeras de segurança no aeroporto de Bruxelas ao lado dos irmãos El Bakraoui, Laachraoui não detonou uma bomba, que foi destruída em uma explosão controlada realizada pela polícia (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - Os dois homens que se explodiram no aeroporto de Bruxelas na terça-feira eram irmãos conhecidos da polícia e um terceiro agressor, possivelmente preso nesta quarta-feira, de acordo com a mídia belga, é suspeito dos ataques de Paris, relatou a mídia belga nesta quarta-feira.

Os homens-bomba se chamavam Khalid e Brahim El Bakraoui e o terceiro homem era Najim Laachraoui.

Procuradores federais se negaram a comentar, mas disseram que iriam providenciar mais informações ao longo do dia.

O DNA de Laachraoui foi encontrado em casas usadas pelos agressores de Paris no ano passado, disseram procuradores na segunda-feira, acrescentando que ele viajou à Hungria em setembro com Salah Abdeslam, principal suspeito dos ataques de Paris.

Fotografado por câmeras de segurança no aeroporto de Bruxelas na manhã de terça-feira ao lado dos irmãos El Bakraoui, Laachraoui não detonou uma bomba. Uma bomba foi destruída em uma explosão controlada.

Khalid El Bakraoui, de 27 anos, alugou sob nome falso o apartamento na capital belga onde a polícia matou um homem armado durante operação na semana passada, relatou a rede RTBF.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247