Autoridades sanitárias chinesas destacam abertura e transparência na luta contra o coronavírus

Um cronograma detalhado publicado nesta segunda-feira (6) comprovou que a China divulgou as informações sobre a covid-19 e avançou na cooperação internacional sobre a resposta epidêmica de maneira aberta, transparente e responsável

China está preocupada com propagação do coronavírus por assintomáticos
China está preocupada com propagação do coronavírus por assintomáticos (Foto: Diário do Povo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - As autoridades sanitárias chinesas defendem que o país compartilhou informações e foi transparente na resposta à epidemia. "A China cumpriu seu dever e tomou medidas fortes e eficazes o mais rápido possível", ressalta a agência Xinhua.

A Comissão Nacional de Saúde (CNS) divulgou uma linha do tempo mostrando que o país enviou um grupo de especialistas a Wuhan, capital da Província de Hubei, no centro da China, para investigação no local em 31 de dezembro, logo após os casos de pneumonia de causa desconhecida terem sido detectados pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças de Wuhan.

A partir de 3 de janeiro, a China passou a informar regularmente à Organização Mundial da Saúde (OMS), além de países e regiões relevantes sobre o surto da tal pneumonia. Em 12 de janeiro, a CNS compartilhou com a OMS informações sobre a sequência do genoma do novo coronavírus, estabelecendo uma base sólida para os esforços globais de pesquisa científica e desenvolvimento de vacinas.

Os fatos ecoam mais do que as palavras. A China tem sido aberta, transparente e responsável em todos os seus esforços. Notícias sobre as reuniões de liderança sobre o controle e a prevenção da epidemia foram divulgadas de forma oportuna. Os líderes chineses frequentemente conversaram por telefone com os chefes de outros países, promovendo a cooperação na prevenção e controle epidêmicos.

O governo chinês dá grande importância à divulgação de informações precisas e oportunas sobre a epidemia. Entrevistas coletivas estão sendo realizadas todos os dias para responder a perguntas de interesse do público e da comunidade internacional.

Cientistas chineses têm cooperado com especialistas de outros países e compartilhado os resultados de pesquisas em plataformas internacionais, incluindo os periódicos Nature, Science e Lancet.

A China também tem compartilhado sua experiência em prevenção, controle e tratamento com o resto do mundo sem reservas.

Os esforços da China garantiram a vida, a segurança e a saúde do povo chinês e ganharam um tempo valioso para outros países combaterem a covid-19. Segundo a OMS, as medidas da China alteraram o perigoso curso da rápida disseminação do vírus e impediram centenas de milhares de infecções, comenta a Xinhua.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email